O blog corporativo e o diálogo com os clientes

6 de janeiro de 2009

O uso de blogs corporativos tem crescido bastante no Brasil. Recentemente fiz uma entrevista com o escritor e consultor de blogs brasileiro, Fábio Cipriane, a respeito desse tema e ele me dizia que quando lançou a primeira edição do livro Blog Corporativo tinha conhecimento de apenas 4 ou 5 blogs corporativos.

Ele relatou que, desde então, esse número aumentou consideravelmente e que, nos seus arquivos, já tem uma lista na qual constam mais de 280 blogs de pequenas, médias e grandes empresas. Do dia em que publiquei esta entrevista no blog Verbalize! para hoje, certamente este número já cresceu mais ainda.

E eu me pergunto: porque alguns executivos ainda não aderiram à essa nova forma de relacionamento com os clientes da sua empresa? Claro que nem toda empresa está preparada para manter manter um blog, mas buscar se inserir nste universo é algo do qual não se pode abrir mão.

No mais, contrata-se um consultor para cuidar dessa parte do negócio, preparando o executivo responsável pelo blog ou mesmo a equipe que for designada para manter a página atualizada. Um blog de uma empresa, quer seja mantido pelo CEO da companhia quer seja mantido por um funcionário ou uma equipe deles pode trazer resultados benéficos para qualquer negócio.

Mas, para isso, é preciso estar disposto a assumir uma atitude de parceria e honestidade para com a clientela da empresa. Não se pode pensar em tratar o cliente como mero consumidor, conforme ensina Jeremy Wright. Como já escrevi em artigo anterior, um blog corporativo, pode levá-lo a saber o que os clientes estão pensando da sua empresa e, dessa forma, possibilitar que este parceiro seja atendido a contento.

Por outro lado, ao decidir criar um blog para sua empresa, não faça dele um instrumento de marketing pura e simplesmente. Naturalmente, por sua própria característica, o blog já faz esse papel. Um blog deve ser usado para dialogar com os clientes. Você pode falar sim dos seus produtos, mas sem parecer estar querendo convencer seu cliente a consumir.

Uma forma de fazer isso é relatando casos de sucesso de determinados produtos ou campanhas, de forma a fazer o cliente se sentir um confidente, um amigo, um parceiro. Alguém cuja opinião é importante. É preciso dar a devida atenção aos comentários feitos no blog, respondendo a cada um deles. Principalmente os negativos.

Ainda na entrevista que fiz com Fábio Cipriane, ele citava uma série de benefícios que um blog pode trazer para uma empresa, tais como: promover um produto ou receber ajuda para desenvolver novos produtos; propiciar que CEOs atuem como líderes de tendências, experts no assunto; projetar imagem da empresa; servir de fonte de informação, invertendo a relação Empresa-Imprensa; humanizar a empresa dando maior transparência; melhorar o relacionamento com seus clientes; promover sua marca; explorar nichos; aumentar o tráfego de seu website; quebrar barreiras de comunicação; mudar opinião pública; gerir crises; e recrutar funcionários.

Por ser de fácil manutenção e atualização, um blog custa muito pouco para uma empresa, se levados em consideração os resultados fantásticos que ele pode render. Mas, para isso, será preciso que o executivo que decidar implementar um blog da empresa que dirige ou permitir que uma equipe de funcionários o faça, mude de atitude e esteja aberto a críticas. Elas virão, com certeza. Mas será uma oportunidade de correção de rumos.

Aliás, nessa nova relação de mão dupla dos tempos modernos, em que os clientes querem e podem se expresssar sobre os produtos que adquirem, manter um blog é a melhor forma de catalizar as possíveis críticas feitas à sua empresa e tentar corrigir o que estiver errado. Pense nisso.

Se quiser ler sobre política vá até meu outro blog.


Subscreva o CSS-Desvendado completo!
Subscreva CSS - Desvendado por Email

2 comentários:

Thiago Blauth Ferreira disse...

Extremamente correto... a proposta real deve ser a criação de uma cultura em torno da empresa mantida e modificada por clientes, funcionários, e todos usuários que a web direciona ao blog! Tem que se ter em mente que um blog torna a democracia dos usuários extremamente transparente e tendo isso em vista compartilhamento de conteúdo deve seguir outra linha de estratégia! Ele nunca deve ser afirmativo por que senão cai num redemoinho de comentários negativos o mais correto é abrir e fechar o post chamando os usuários a colaboração a continuidade do conceito, do post, do produto exposto!

Blog marketing é um universo extremamente dinâmico por que ele segue tendências e assimila a evolução da web como um todo sem contar que estamos num momento onde a difusão de conteúdo por feeds esta cada vez maior, então o cuidado é maior, imagina a situação... O usuário recebe via feed um post no seu e-mail acha ele uma afronta e decidi reenviar esse post para todos os seus contatos com um comentário negativo!!! pensou na situação?! é bem pior que um comentário negativo dentro do blog! você não vai conseguir se retificar esses comentários! Pense nisso!!!


Paz no coração e Luz na razão.

Luiz Valério: disse...

É isso mesmo Thiago.Os blogs corporativos trouxeram uma nova cultura de marketing e comunicação empresarial e quem não buscar se familiarizar com essa nova mídia vai perder o bonde da história.

Postar um comentário

Faça seu comentário ou sua pergunta. Quando for possível postarei a resposta.
Obrigado!
Para deixar o link da sua última postagem coloque este código:

<em><strong>Seu nome</strong> publicou um post sobre.. <a href="seu link do último post">Título do Post</a></em>

Ficará assim:
Marcelo publicou um post sobre.. Alguma coisa